Luisa Toller e Thiago Melo

O mesmo pé que pisa esse chão
A mesma mão que baila no ar
E até meus olhos podem enxergar
A história que meu corpo quer contar
(REPETE)
Era uma vez…
Um vô que dançava frevo
A vó que era bailarina
A bisa que pegava onda
E o tio que acertou na quina
A mãe que nada na praia
E o pai que joga capoeira
E eu vim aqui pular no carnaval da Sá Pereira!

Ê Sá Pereira!
Nada que o corpo conta é besteira
Ê Sá Pereira!
Nada que o corpo conta é besteira

O mesmo pé que pisa esse chão
A mesma mão que baila no ar
E até meus olhos podem enxergar
A história que meu corpo quer contar