Mauro Aguiar (pai da Letícia) e João Regis (pai da Joana)

Sá Pereira vem cantar
Sá pereira vai dizer
Na avenida o corpo fala
Quem quiser pode aprender!

Sá Pereira vem provar
Sá Pereira, que prazer!
Hoje eu vou de corpo e alma
Bater palmas pra você!

Rindo de orelha a orelha
Eu vou botar minha boca no mundo
No meu peito a caixa
E na cabeça o som do surdo.
Feito um passista na praça
Contando com a audácia pra pular o muro
Sinto o aroma mais puro
Que a flor da pele realça
Sou dono do nariz
Hoje eu vou ser feliz
Me abraça!

Olha a rasteira, não dá bobeira!
Com o pé nas costas vou jogar a capoeira.
Na Sá Pereira com o Zé-pereira
O corpo gosta de aprender com a brincadeira!

Vem, vem lá do “gen”
Vem gente a beça, mas vem sem pressa,
Que hoje a festa vai durar.
Dos pés à cabeça a hora é essa, é só sambar.
Nunca mais esqueça
Que o corpo não cessa de sonhar.

Vem dar um abraço no mar
Ouvir um samba sem fim
De tudo saborear
Tocar tintim-por-tintim

Do medo se libertar
Da dor de um tempo ruim
Pro pensamento voar
Pro peito virar trampolim.