Wilson Leal, Cristina Rocha e Arthur Rocha

Eu vou criar essa raiz na sua mente, p’ra brincar uma folia consciente.
Defender esse solo e seus direitos e com gentileza preservar a Natureza.
Eu quero água limpa p’ra beber e a vida florescer.
O bicho não quer comer lixo, o homem tem que aprender… (O quê…?)

O resíduo que gera energia alternativa,
Do indivíduo que era da idade primitiva:

O sol é tecnologia e a força do vento recarrega a bateria. (BIS)

Respirar o ar puro, plantar conhecimento e saber.
Regar a democracia, ter coleta seletiva, na hora de eleger.
Semear o terreno da Arte e da Cultura…
Sem censura! E sem veneno na agricultura.
Quero alimentação saudável com bom custo-benefício.
Uma vida sustentável, sem miséria e desperdício.
Colher os frutos do amor e do respeito,
Acabar com a pobreza e com todo preconceito.

Chega de gente sem terra, chega de terra sem gente.

Eu toco na Terra, eu sou a semente,
Da planta, da ação, do meio-ambiente.
Eu sou Sá Pereira e digo: “Urgente!
Cuidar da Terra é cuidar da gente ” (BIS)