dezembro – 2013

A Proposta

Festas de aniversário, peças infantis, conserto de portas, lixo do vizinho, conversa com os pais, ônibus de rua, aulas da escola…O que tudo isso pode ter em comum? A possibilidade de virar uma crônica! E daquelas bem divertidas! Pois foi com a leitura desse gênero literário que os quintos anos se deliciaram ao longo do último trimestre do ano. Para essa viagem literária foram escolhidos dois autores incríveis: Fernando Sabino, com o seu livro “Cara ou Coroa” e Luís Fernando Veríssimo, com o “Festa de Criança”. As crianças leram sozinhas, escolheram a sua crônica preferida, leram para a turma e agora, convidam vocês para conhecerem um pouco mais desse universo!

A CONTA

Autor:Luís Fernando Veríssimo

Imaginem, dois casais de amigos acabam de jantar num bom restaurante. Um dos homens faz sinal ao garçom pedindo a conta. O outro se oferece para pagar em seu lugar. O outro, sem jeito, deixa. Mas a história está apenas começando… O que você faria? E eles, será que vão discutir? Ou vão dividir a conta igualmente? Ou será que eles vão brigar? Leia!!! E divirta-se!

Por Ainoa Stanton Vaz de Melo

SEXTA-FEIRA 13

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Você é supersticioso? Se for, me responda: Você sai de casa na sexta feira 13? Essa crônica mostra uma pessoa que vai além, e que não ousa passar o dia fora de casa nessa data. Será que esse dia dá mesmo azar? Bem, ele não arrisca. Leia e você verá como uma superstição pode chegar à uma situação limite! Porém, quando esse dia acaba, tudo volta ao normal… Volta?

Por Guilherme Coutinho Herszage

O ÚLTIMO ANDAR

Autor: Fernando Sabino

Como 7 menos 1 é igual a 7?
Será que a matemática mudou ou o motorista que era ruim da cabeça?
Imagine que toda essa confusão acontece dentro de um ônibus! Essa crônica vai mostrar como as pessoas podem se confundir no dia a dia.

Quer conhecer essa história um tanto confusa? Então, leia! Vamos lá!

Por Marina Terry Wettreich

SEXA

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Quem tem um filho como esse, que só pensa em gramática? Qual é o feminino de sexo? Ora, se temos sexo feminino, porque não temos o feminino do sexo? Quer conhecer essa crônica? Mas, cuidado! Esse menino vai te deixar mais confuso do que nunca!!

Por Gabriel José Costa Teles

GRAVATA COM G

Autor: Fernando Sabino

Alguma vez, você se arrependeu de contar a um amigo que vai viajar? Pois é, neste caso, um ficou de trazer uma gravata… Muito simples, não é? Mas isso se tornou mais complicado do que parece. A gravata precisava ter um G estampado nela! O que será que o narrador foi capaz de fazer para conseguir o tal presente?

Por Miguel Herzog

NOMES

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Você já parou para pensar que são as pessoas que dão nome às coisas? E se os nomes dados são realmente os certos? Nessa crônica, Helena descobre o verdadeiro nome das coisas. Imagine que a boneca, que ela mesma batizou, na verdade, não se chama Suzi? Coisas como esta, você vai ver lendo essa crônica super divertida!

Por Lia Buarque de Holanda Baltar

AS COISAS DA VIDA

Autor: Fernando Sabino

Como falar as coisas da vida para uma criança? Pois é, há muitos anos mães e pais tentam ensinar e explicar para seus pequenos como eles vieram ao mundo, porém nunca é fácil e algum dia essa conversa terá que existir.

Quando um livro americano traduzido vem ao Brasil e fica adorado pelas mães brasileiras, uma delas se surpreende com o resultado …

Por Tereza Dutra Reis de Moura Neves

CARA OU COROA?

Autor: Fernando Sabino

PLIM! A moeda caiu no ralo. Porém, não desceu e desapareceu, não, ficou presa ali, causando todo tipo de problema, pondo à prova também a higiene dos moradores. Como vão tirá-la de lá? Com que meios? Quem será capaz de tal proeza?

Aproveite cada segundo com essa crônica divertida e inteligente, que irá fazê-lo(a) rir e se intrigar!

Por Marina Vilela

LIXO

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Você acha possível um namoro começar por causa de um lixo? Um bilhete amassado revela um amor antigo, um envelope rasgado indica um endereço de uma cidade especial, um buquê de flores jogado fora lembra uma briga de namorados…

Nesta crônica, dois vizinhos, que sequer sabiam o nome um do outro, começam a se conhecer melhor. E… quando se trata de amor tudo é possível…Como você acha que termina essa história? Ou será que começa outra? Leia!

Por Gustavo Costa da Rocha Gonçalves

OS PREGUIÇOSOS

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Você tem preguiça de quê? Qual seria o cúmulo da preguiça?
A preguiça pode causar confusão?
Nessa crônica, dois preguiçosos por nada levantam de suas cadeiras de balanço…Qual seria a estratégias deles para saber se esta chovendo?
Isso você só irá descobrir se ler essa crônica.

Por Clara Atem

PEÇA INFANTIL

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Você obviamente já assistiu a uma peça infantil. Vendo de longe é tão bonitinho! Mas acho que você nunca parou para pensar no sufoco que a professora passou para dirigir aquelas criancinhas, que parecem, mas só parecem, boazinhas. Acredite, uma pitada de gritos, uma colher de alunos doentes, cem gramas de idas ao banheiro e mais meia xícara de falas mal decoradas é a receita perfeita de uma professora desesperada, que no dia seguinte, mudará de profissão!

Por Julia Moreira Aguiar de Brito

FESTA DE ANIVERSÁRIO

Autor: Fernando Sabino

Você já engoliu uma tampinha de garrafa? Ou melhor, uma garrafa? Em plena festa de aniversário? Essa menina sim! Ela diz que engoliu a tampinha, mas depois da ida ao médico vê que tinha engolido a própria garrafa!

Se divirta com a confusão dessa menina que foi capaz de fazer acontecer uma tragédia dessas!

Então, entre nessa confusão e tente acalmar essa família tão nervosa!

Por Maria Isabel Gatti

A MENTIRA

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Você já chegou em casa exausto e lembrou que jantaria na casa dos amigos? Então, foi isso que aconteceu com o nosso amigo João. O coitado já chegou em casa com a cabeça cheia, e como tanta gente, resolveu mentir, pedindo para sua mulher falar aos seus amigos que estava doente. Todo mundo sabe, que, uma mentira puxa a outra, ou seja, é preciso tomar cuidado para não desmentir, pois mentira tem perna curta! Leia essa crônica e divirta-se com a confusão!

Por Ian Magalhães Moura Duarte

A BOLA

Autor: Luis Fernando Veríssimo

Imaginem a reação de um garoto ao receber uma bola de presente de aniversário… Poderia ele confundir a bola com um vídeo-game? É o que acontece na crônica “A Bola”. Nela, Veríssimo faz uma crítica às crianças de hoje em dia que usam constantemente aparelhos eletrônicos sem vivenciar a vida ao ar livre.”Como liga?” “Cadê o manual de instruções?” São absurdas as perguntas… Pode ser o futuro? O que você acha? Divirta-se com essa leitura!

Por Antonio Santos Treitsman

VITOR E SEU IRMÃO

Autor: Luís Fernando Veríssimo

Você quer conhecer uma crônica bem engraçada? Então, leia “Vitor e Seu Irmão”, de Luis Fernando Veríssimo. Nessa crônica, Vitor é um aluno que deixa sua professora louca. Ele é o palhaço da turma. E o mais estranho é que ele não ri. Você conhece alguém assim? Você também vai conhecer uma garota chamada Alice, que acha tudo estranho. Se você quiser se divertir, leia a crônica e leia esse autor, vai valer à pena!

Por Henrique Corrêa Vidal

BOLO DE ANIVERSÁRIO

Autor: Fernando Sabino

Uma mãe encomendou o bolo de 18 anos da filha na melhor doceria do bairro!

E a única coisa que ela queria era levar o bolo de aniversário a salvo para casa.
Ela só não contava com todos aqueles acontecimentos tão inesperados…
Será que as forças vão conspirar ao seu favor?
Ou ela vai acabar se dando mal?

Leia e divirta-se pra caramba com uma das melhores crônicas de Fernando Sabino! Você vai cair no chão de tanto rir com essa mãe trapalhona!

Por Maria Luisa Cheuiche

O ENVIADO DE DEUS

Autor: Fernando Sabino

Você já parou pra pensar naquele menino que fica pedindo carona no sinal? Já reparou de fato nesses meninos?
Pois é! Nessa crônica um homem para pra pensar sobre isso. E começa a imaginar coisas doidas, como se o pobre coitado do menino fosse uma pessoa enviada por Deus. Será? E se for? Entre um vai, não vai, vai, não vai, o homem se depara com uma angústia percorrendo o seu corpo todo. O que fazer?
E você, voltaria para buscar o menino?

Por Nina Fragale

BOTANDO PRA QUEBRAR

Autor: Fernando Sabino

Imagine uma loja de louça cheia de caco de vidro no chão. O que teria acontecido? Nunca se sabe se a louça é realmente inquebrável ou não. Por isso, o gerente da loja tem que tomar cuidado com uma propaganda enganosa. Vejam nessa crônica engraçadíssima e inusitada o que aconteceu com Dona Neném, uma senhora que queria comprar uma louça inquebrável, mas não conseguiu…

Por Paulo Zonenschein

A VINGANÇA DA PORTA

Autor : Fernando Sabino 

Um apartamento pode virar um caos por causa de uma porta? Pois tudo é possível nessa crônica de Sabino…Imagine que por causa da porta e de uma parede quebrada, dois vizinhos se encontram nus! Ou melhor, e se um vizinho desconhecido invadisse a sua casa pelado e você não pudesse tomar o seu banho… Uma porta poderia causar tudo isso ?
Sim ou não?

Descubra toda essa história!

Por Rafaela Morosini Menezes

O REVÓLVER DO SENADOR

Autor: Fernando Sabino

Quer descobrir um dos maiores medos do Brasil? Então, venha conhecer essa crônica de Fernando Sabino! O Senador estava lendo jornal, quando seu neto de apenas seis anos pega um revólver na gaveta e aponta para ele… Veja no que dá!

Por Vicente Bronstein Barone