outubro – 2013

MAIS BICHOS PARA A ARCA DE VINÍCIUS

Em 19 de outubro de 1913, nasceu Marcus Vinícius da Cruz de Mello Moraes. O nosso poetinha!
E 2013 é ano do seu centenário!

“A arca desconjuntada
Parece que vai ruir
Entre os pulos da bicharada
Toda querendo sair”

Inspirados pelo livro “Arca de Noé”, resolvemos homenagear Vinícius de Moraes criando novas poesias com diferentes animais que agora também fazem parte da sua Arca.

“E abre-se a porta da arca…”

Esquilo

Sofia

Gosta de noz e é bem feroz
É bem fofinho e bonitinho
Tem um filminho
Falando do esquilinho
Ele é tão bonitinho
E me dá um beijinho

Chimpanzé

Rafael

O chimpanzé é amigo do Zé
Que gosta de café
Ele é muito mané,
Porque chupa o dedão do pé.
Qual é! Ele tem chulé, pois é!

O Urso

Antonio Nery

O ursinho é pequenininho
e só vive no ninho
O urso médio só toma remédio
O ursão grandão come muito pão

Dragão de Komodo

Pedro Lima

O dragão de komodo não é arisco,
Pelo contrário, ele é violento
O seu petisco, pode ser um boi bufento!
O seu lar é aberto ao vento,
O seu ar, é mesmo violento

Lesma

Julia

Ela anda devagar
Não tem casca nem concha
Ela parece inútil e nojenta
Mas no fundo tem um coração doce e bem lento
Coitada dela, é sempre suada:
-Ah!! Uma lesma! Dizem todos berrando.
Por fora parece feia, mas por dentro,
Ela está sempre a amar.

Suricato

Tomé

Suricato mora no deserto
Numa superfície reta
E, geralmente, anda em bando.
É valente, enfrenta cobra.
Dorme em sua toca
E come minhoca

As Baleias

Luiza

As baleias são grandes animais
vivem em grandes bandos
são muito amigáveis
e lindas.
São grandes e pesadas
porém são inofensivas
iguais a uma mosca
as baleias são demais.

O Pégaso

Pedro Luis

O pégaso voa pelos ares
Mas não consegue cavalgar pelos mares
O pégaso é bem parecido com o cavalo
Mas não é nada parecido com o galo
O pégaso fica no céu
Onde eu não posso ficar
O pégaso mora no Olimpo
Onde eu não posso morar
O pégaso voa bem alto
Mais alto do que uma mulher de salto

Panda Vermelho

Alice Flexor

Os pandas vermelhos estão em extinção
Mas não são bichos de estimação
Os pandas vermelhos comem bambu
E não angu!
O Panda vermelho é um tipo de Guaxinim
Ele é tão fofinho.
O panda vermelho vive na China, no outro lado do mundo
Bem lá no fundo!
O panda vermelho é bem pequenininho, e tão bonitinho
Bicho também é gente, não se faça de burro.
São inteligentes.

Pássaros

Antonio Bento

Os pássaros vêm de ninhos
Com ovos e os passarinhos
Eles se alimentam de minhocas
Oh, passarinhos! Cuidem de seus filhotinhos.

Hipopótamo

Alice Melo

Hipopótamo grandão
Anda espantando a bicharada
Cinza e barrigudo o hipopótamo brincalhão
Cai na água e seca o rio
Êta hipopótamo safado
Não tem medo de nada
exceto do leão

Caranguejo

Olivia

O caranguejo é pequeno
E não pode usar chinelo
Uma coisa eu vou dizer:
A garra dele é muito grande
Isso você deve saber
Quatro patas de cada lado
Não… Não… ele não é quadrado!
O caranguejo sai correndo e diz:
– Fui!
Ele é o rei dos picadinhos, ui!

Bicho Preguiça

Miguel

Bicho preguiça é o bicho preguiça
Tão fofinho
Tão dorminhoco
Tão engraçado
Tão “zoiudo”
Tão cansado…
Bicho preguiça,
Oh, bicho preguiça

A Raposa

Clarice

A raposa é muito legal
É um ótimo animal
A raposa é muito inteligente
Pena que não se dá bem com a gente
Que bom que não está em extinção
Pena que não é um bicho de estimação
A raposa de cores tem laranja e vermelho
E é tão fofa quanto um coelho

Camaleão, o Ladrão

José

O camaleão é um bom espião
Mas cuidado ele rouba pão
Como um ladrão
Porém não é mau não
Ele é um amigão
Ele, o camaleão.

O Caracol

Clara 

Todos dizem que ele é um lerdo!
Mas coitado do bichinho
Ninguém pensa no pobre coitadinho!!!
Ele também tem seu lado bonzinho
Seu casco é muito duro
E seu corpo é molinho
Ele é tão bonitinho…
Boa sorte caracolzinho!

A Cigarra

Bernardo

Um dia a cigarra estava cantando
E os bichos foram ver o que era
A cigarra estava cantando
Uma música de primavera
Então os bichos dançando para celebrar
A música nova que a cigarra iria cantar
Estavam ouvindo com atenção
Porque a cigarra tocou de montão

Cigarra

Sol

A cigarra é o DJ com sua canção
Alegra de montão!
Um inseto que canta
Alegra toda vizinhança
É difícil de encontrá-la
Na floresta, no arbusto, no campo
Fazendo seu canto
Berrando seu pranto

O Coelho

Carol

O coelhinho anima a festa inteira
Toca tambor a noite inteira
Sua banda é gigante
Com coelhinho? Bastante
Na festa de seus amiguinhos
Ele toca, que bonitinho!
Que coelhinho mais fofinho e bonitinho!

O Leopardo

Gabriel

É feroz,
Rápido e perigoso
Ele vive no norte e no sul
Ele é bonito e fofo
Gosta de javali e gnu
Seus dentes afiados,
Servem para caçar
Se você algum avistar
Corra sem pestanejar

Guaxinim

Flora

Os guaxinins são pretos e cinzas.
Alguns grandes,
outros pequenos.
Vivem na floresta.

Dormem nas árvores e no chão.
Eles comem, pássaros, peixes
e até camarão.

São amigos, sim.
Que lindos são
Os Guaxinins!

Gambás

Matheus

Os gambás são matadores
que usam o mal cheiro
Eles são os animais
mais fungões do mundo inteiro
Se uma pessoa um gambá encontrar
sai fedorento do lugar

Cachorro

Pedro Pontes

Quatro patas de pura alegria
É trapalhão e brincalhão
E também faz xixi
Bem no seu colchão
Eles são lindos, fofos e também bobos
São nossos amigos

Cascavel

Maria Clara 

No meio da floresta negra
mora uma cascavel.
A cascavel adora flor
com muita cor.
É muito amiga da borboleta
que faz muita careta.
É amiga do javali
que fala muito tititi.
É amiga do macaco
que transforma vidro em caco.
E assim, nesta floresta,
acontece a festa
de balacobaco.

Capricórnio

Bruno

O capricórnio é meio cabrito
Dizem que ele é um mito
Ele fica estranho quando entra na água
Como um peixe, fica com cauda
Ele é um signo
Como um espírito
Seus chifres são muito fortes
Ele é bem legal
Não sei se é um animal
Não sei se é real
Mas uma coisa eu sei sim,
Quero um pra mim!

O Rinoceronte

Antônio Lins

O rinoceronte é um animal
Bravo e feroz
Com chifre longo e comprido
E quando alguém chega perto
Está pedindo pra ser destruído

O rinoceronte é esperto
Tem sempre algum plano
Que dá certo

Quando vai caçar
Cerca a presa
Em algum lugar
Pode ser na floresta
Na festa
No rio
E até no mar